quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Já vi esse filme antes

Quem acompanha esse blogueiro há um tempo considerável vai pensar: "Poxa, Jornalista, de novo?". Sim, de novo... E toda época de chuva estarei aqui, reclamando, esbravejando e cobrando...

Afinal, é sempre assim: dá uma chuvinha mais forte e pronto, é enchente aqui, inundação ali... E sempre tem um fulano que aparece na TV lamentando:"Perdi tudo, casa, carro, móveis, roupa"... Outros perdem ainda mais: "Meu filho de 5 anos estava dormindo quando a parede caiu..."

E é aquela lamentação, aquele drama... SEMPRE. Eu já estou cansado disso há tempos!

Poxa, por que isso acontece? ELE lá de cima está bravo com a gente? Se eu fosse Ele estaria, e muito! Todo dia é gente jogando lixo na rua, desde pequenas embalagens, papéis, até grandes quantidades de entulho (daqueles que os carregadores passam o dia recolhendo pela cidade). É uma praga!

Queria ver se fosse ele (o "porquinho") que perdesse a casa, o carro ou a mãe em uma enxurrada... Será que aí pararia de jogar lixo nas ruas? Será que então descobriria o significado das palavras "preservar", "reciclar", "cooperar"?

Já falei, não é nada difícil, cansativo. Leva uma bendita duma sacolinha na bolsa, na mochila ou no carro e joga ali dentro o lixinho... Quando chegar em casa, ou no serviço ou sei-lá-onde, joga o lixo no lixo (coisa de outro mundo né?)

Vamos cuidar melhor da nossa vida?? É simples! E passe isso para frente... Só, somos poucos, juntos, somos muitos! Cobre isso dos parentes e dos amigos, já é o suficiente! Pense: se você cobra essas atitudes de duas pessoas, e essas pessoas cobram outras duas pessoas, que cobram outras duas pessoas, já são sete pessoas ajudando a melhorar um pouquinho nossa vida.

No futuro, eu quero poder caminhar pela cidade, dar um mergulho nos rios... Mas quero isso com segurança e higiene! Não quero passar todo dia perto do Rio e sentir aquele cheiro horrível... E não adianta deixar isso só para os políticos resolverem não... Se a gente não ajuda a despoluir, a cidade vai ser SEMPRE esse LIXO que é hoje em dia...

E ae, quer morar num lixão?

5 comentários:

Maldita Futebol Clube disse...

Enquanto não houver esse apelo realmente massificado pelos meios de comunicação, do modo como fazem para nos neder um produto ou uma novela, por exemplo, de nada adiantará nossas cobranças, caro amigo. È lamentável, é deseperador, mas a má educação de nosso povo reflete diretamente nele mesmo e os "justos acabam sempre pagando pelos pecadores". O foi assim antes e o será até o fim dos nosso dias. Enquanto isso, nos resta ou rezar ou tentar um apelo.Você tenta um apelo, além de rezar. mas, nem todos são conscientes assim.Mas, vale a pena tentar...Abraços, Leandro Carvalho

Danilo Moreira disse...

Por isso que achei bem feito qdo, num quadro do jornal SPTV, o subprefeito entrega uma praça, o povo comemora e ele avisa:
"Agora é importante vcs cuidarem deste lugar. Não adianta nada entregarmos uma praça em excelentes condições se a população nao conserva o que tem. O cobrar nao é o mais importante. Importante mesmo é preservar o que cobrou."

Rodrigo Yoshizumi disse...

verdade... tbm já vi esse filme antes!

mta gente já deve ter visto e mta gente já deve ter passado por essas situações que vc descreveu... mas parece que todas essas tragédias que a gente tem visto não são suficientes para abrir os olhos dessas pessoas...

uma pena, pois cuidar da cidade é cuidar de nós mesmos, não?!

e tem gente que bota a culpa nos fenômenos naturais... -.-

abraço

Fernando Leroy disse...

Continue com seu apelo. Precisamos de mais pessoas como você: engajadas e comprometidas com a sociedade. Abraço!

Su disse...

Continue com os seus protestos, mesmo todos achando um saco. Se nós não protestarmos tudo piora!!! Eu estou sempre batendo na mesma tecla, um dia alguém me ouve!!!

Beijos,
sauudades tuuas