quinta-feira, 26 de junho de 2008

Homenagem Póstuma?

Essa semana tenho acompanhado diariamente, das 06hs às 15hs, tudo que a Imprensa divulga a respeito da morte da ex-primeira-dama Ruth Cardoso. Homenagens não faltam...

O Governador de São Paulo, José Serra falou, o Prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab também prestou sua homenagem, o Presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra comentou também sobre a perda e o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva também deu as palavras de apoio e solidariedade, além de outras inúmeras homenagens, como reportagens que foram editadas aos montes nas emissoras de rádio e TV. Tudo emocionante, comovente.

Mas sabe o que me deixa "um pouco indignado"? É que nesses meus quase 21 anos de vida, eu NUNCA ouvi falar dela. Tudo bem, eu era criança quando o FHC era presidente, não tinha interesse em política. OK. Mas, nos últimos anos tenho acompanhado política e não vi ninguém falar nada nem sobre a Dona Ruth nem sobre os projetos dela.

Por que esperam alguém morrer para prestar homenagens? Para a família dela, ficam os gestos bonitos, as belas matérias, mas e para a Ruth? Agora, falando bem ou mal, para ela não faz mais diferença nenhuma. Ela está morta, não ouve, não vê, não sente nada. Por que não falaram abertamente que ela era um pessoa importante para política e para o Brasil na semana passada? Por que não exaltaram as tantas obras dela nesses últimos meses?

E você aí, está achando tudo isso muito feio né... Talvez esteja pensando, "Poxa, essa imprensa é fogo.. Sempre criticam, mas na hora de falar bem, ninguém fala...". Mas não é isso que eu quero que você pense. Não é feio coisa nenhuma. As homenagens são merecidas. O que eu quero que VOCÊ reflita é o quanto você valoriza as pessoas que você ama. Quantas vezes você elogiou sua mãe? Seu pai? Sua esposa/seu marido? Seu irmão? Seu melhor amigo? Eles te fazem bem? Te fazem sorrir? Eles são inteligentes, têm projetos fantásticos? Eles te ajudaram e te ajudam quando você tem necessidades? Pois é...

Abaixo vou dar um "ctrl C + ctrl V" em um e-mail enviado por uma amiga do meu serviço. Acho que vale a pena você gastar dois ou três minutos lendo. Pode ser importante para você. Pode ser que você veja o quão importante para você são essas pessoas que você quase nunca diz (se é que disse alguma vez) "Você é muito importante pra mim". E pode ser que você descubra isso antes de perder essa pessoa.

"Os famosos

Um famoso palestrante começou um seminário numa sala com 200 pessoas,segurando uma nota de R$100,00. Ele perguntou: 'Quem de vocês quer esta nota de R$100,00'?

Todos ergueram a mão...

Então ele disse: 'Darei esta nota a um de vocês esta noite, mas, primeiro,deixem-me fazer isto...' Então,ele amassou totalmente a nota. E perguntou outra vez: 'Quem ainda quer esta nota?'

As mãos, continuavam erguidas...

E continuou: 'E se eu fizer isso...'. Deixou a nota cair ao chão, começou a pisá-la eesfregá-la. Depois, pegou a nota, agora já imunda e amassada e perguntou:

'E agora?... Quem ainda vai querer esta nota deR$100,00?’


Todas as mãos voltaram a se erguer.

O palestrante voltou-se para a platéia e disse que lhes explicaria o seguinte: 'Não importa o que eu faça com o dinheiro, vocês continuaram a querer esta nota, porque ela não perde o valor.

Esta situação também acontece conosco... Muitas vezes, em nossas vidas, somos amassados, pisoteados e ficamos nos sentindo sem importância. Mas, não importa, jamais perderemos o nosso valor. Sujos ou limpos, amassados ou inteiros, magros ou gordos, altos ou baixos, nada disso importa! Nada disso altera a importância que temos!... O preço de nossas vidas, não é pelo que aparentamos ser, mas, pelo que fizemos e sabemos'!

Agora, reflita bem e procure em sua memória:

1 - Nomeie as 5 pessoas mais ricas do mundo.

2 - Nomeie as 5 últimas vencedoras do concurso Miss Universo.

3 - Nomeie 10 vencedores do prêmio Nobel.

4 - Nomeie os 5 últimos vencedores do prêmio Oscar, como melhores atores ou atrizes.

Como Vai? Mal né?... Difícil de lembrar???... Não se preocupe. Ninguém de nós se lembra dos melhores de ontem. Os aplausos vão-se embora! Os troféus ficam cheios de pó! Os vencedores são esquecidos! Agora,faça o seguinte :

1 - Nomeie 3 professores que te ajudaram na tua verdadeira formação.

2 - Nomeie 3 amigos que já te ajudaram nos momentos difíceis.

3 - Pense em algumas pessoas que te fizeram sentir-se alguém especial.

4 - Nomeie 5 pessoas com quem transcorres o teu tempo.

Como vai? Melhor, não é verdade? As pessoas que marcam a nossa vida não são as que têm as melhores credenciais, com mais dinheiro, ou os melhores prêmios... São aquelas que se preocupam conosco, que cuidam de nós, aquelas que, de algum modo, estão ao nosso lado.

Reflita um momento... A vida é muito curta!..."

Observação: Não sei quem escreveu esse texto, por isso não o creditarei. Se alguém souber o autor, agradecerei pela indicação.


11 comentários:

Juliana Petroni disse...

Muitas vezes deixamos a vida passar e deixamos de reconhecer o valor que ela tem. Adorei bjosssss

naoqueroficarcareca disse...

Tu é engraçado, jornalista. Curti :P

Nesse inverno, complica pra não tomar banho de água quente né? É meio que inevitável mesmo.

Até mais, Grande!
Abç.

Pedro

Ego disse...

Concordo plenamente com vc, depois da morte de nada adianta os elogios.Como diz a Palavra de Deus:"Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, mas a sua memória fica entregue ao esquecimento".(EC.9:5)
Eu também não sabia quão grande era o "currículo" de D. Ruth Cardoso, a naõ ser após a sua morte.Precisamos valorizar mais as pessoas que nos cercam, mostrar para elas como são importantes, pq não sabemos o dia de amanhã.
abç.

GP disse...

Gostei do post !
Prazer em conhecê-lo =)

Davi Arloy disse...

Ah, gostei cara.
Eu aprendi isso um dia quanto a minha família. Passei a dar mais valor a eles de um tempo pra cá. Bom, pelo menos a parte deles. rs

Abs

http://calcajeansehavaianas.blogspot.com/

AVESSOS disse...

pena que nao nos damos conta disso abracos muito legal seu blog

GP disse...

Olá :)
Obrigada pela retribuição !
E obrigada pela força também. Já pensei desta forma, mas às vezes é complicado manter o otimismo o tempo todo, quando na verdade você está meia frustada com a vida.
Mas, acho que isso passa.
Abraços

Susanna Martins disse...

Sabe querido amigo, ontem enquanto lia o jornal Folha de São Paulo, fiquei pensando: "quanta homenagem!! Acho que porque ela foi apenas uma primeira-dama..." Ms é assim!! E para não deixar por menos, o atual presidente foi ao velório, e não esquceu de reforçar laços políticos!

Abraços

Juliana Gulka disse...

Olha, concordo plenamente com vc. No ano passado armammos um barraco no colégio, por causa de flores que mandaram para um ex-professor que havia falecido. Era esse mesmo o motivo do barraco.
Sempre, sempre, sempre. Sempre depois, quando na verdade já não adianta mais. Parabéns pelo post, muito bem colocado.
Beijos

Euzer Lopes disse...

Primeiro lugar, realmente, você era muito criança durante a gestão FHC na presidência, seus pensamentos e objetivos eram outros. Mas ela foi uma mulher que quebrou o rótulo de primeira dama e, de fato, trabalhou. Se o trabalho dela influenciou direta ou indiretamente a vida dos brasileiros, é outra história, mas ela foi uma mulher que não ficou à sobra do marido, nem nos tempos da abertura política, de quando ele foi candidato à prefeitura de São Paulo e perdeu a eleição para Janio Quadros... Ela sempre foi Dona Ruth Cardoso.
Agora, excelente o texto sobre o valor do dinheiro e o valor das pessoas. Concordo plenamente, e acho que muitas vezes nós não nos damos o valor que realmente temos.

Blog do bibile disse...

Adorei seu comentario pois ele me fez refletir quem são importantes de verdade na minha vida
Visita ae o meu blog
http://blogaodosfilmes.blogspot.com