quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Pra frente Brasil!

Hoje eu iria postar as pérolas. Tem várias coisas interessantes! Mas, vendo notícias 9 horas por dia, vejo algumas coisas que me revoltam.

Ontem, aqui em São Paulo, "alunos" de uma escola estadual fizeram um verdadeiro e sinistro quebra-quebra na escola. Carteiras voaram pelas janelas, vidros foram quebrados. Isso sem contar que, dias antes de todo esse vandalismo, um vizinho filmou esses selvagens considerados "alunos" subindo no telhado da escola e, pasmem, retirando e jogando as telhas no chão! Não acredita em mim? Pois veja aqui. Diferente do que postei aqui no "Dá pena Datena", não fico fazendo alarde em vão.

Aí, vem uma especialista e fala: precisa de investimento na educação. Eu pergunto: investimento de quem? A escola foi reformada há 2 meses e, depois da violência dos "estudantes", parece que está abandonada há tempos!

Eu sempre defendo que o Governo (federal, estadual e municipal) deve investir, principalmente, em educação. Eu vejo nesse segmento, o início do processo de melhora da sociedade. É o meio mais efetivo de melhorar diversas áreas investindo em uma só: ao desenvolver a educação, você melhora a saúde, a mão-de-obra, o trânsito e a segurança.

Mas, somente os esforços políticos não são suficientes para essas melhoras. Do que adiante escolas de qualidade, professores competentes, se a criança é criada como um "porco" em casa, sem higiene, sem disciplina? O resultado é esse: VANDALISMO!

Já falei e insisto: o maior problema da sociedade são as pessoas que as compõem. São pessoas egoístas e preguiçosas! São pessoas que não se preocupam com o próximo, somente com o próprio umbigo.

Quarta-feira, enquanto eu voltava para casa, vi um daqueles carreteiros, que levam um monte de sucata em cima de uma carrocinha, descarregando todo o lixo recolhido sabe onde? No meio da rua, ao lado de um córrego. Um gênio não? Aí chove, todo o lixo vai para o córrego e para os bueiros, que ficam entupidos, toda a água acumulada vira uma enchente, e de quem é a culpa? É dos políticos, que não se preocupam com a população, que só prometem, mas nunca fazem nada.

A mudança tem que começar dentro de casa. Ou vocês acham que esses "alunos" aprenderam a arremessar carteiras e telhas na sala de aula? E o pior, sabe o que me revolta ainda mais? A punição para esses marginais, vândalos: serão expulsos da escola. Meu Deus! Que punição mais severa! Com certeza eles nunca mais farão isso! Fala sério! Eles têm que ser presos e prestar serviços à comunidade, afinal, eles destruíram patrimônio público, objetos que foram comprados com o NOSSO dinheiro.

Mas, infelizmente, no Brasil ninguém se preocupa com isso, nem população, nem autoridades... Vai rezando aí, colega, para que a escola do seu filho, filha, irmão, pai, mãe, cônjuge, amigo ou sei lá o que, não seja a próxima...

Afinal, essa pessoa, que pode ser até você mesmo, pode estar lá dentro, tendo que se desviar dos socos e carteiras voadoras...

Amanhã tem pérolas...

6 comentários:

Su disse...

Bom dia, Amigo!!!

Eu vi esse lamentável caso no noticiário ontem e fiquei completamente revoltada. O ensino público já deixa a desejar e ainda vem esses vândalos e fazem um estrago desses! Puta que pariu, mas isso é revoltante demais. Há alunnos que querem estudar, professores que querem ensinar, mas se eles não querem nada, por favor, não atrapalhe. Porque são essas pessoas que estragam tudo, que estão reclamando que não há reforma nas escolas, que o ensino é uma porcaria, que não tem como estudar numa escola de baderneiros... E eles querem melhoria?! Por que não melhoram a si mesmo e depois vão em busca de suas reividicações?
O que falta pra esses tipinhos é uma educação qualificada, ou melhor, uma reeducação, porque eu tenho certeza que não foi isso que ele aprenderam quando crianças. E agora eu fico me perguntando, o que leva um ser (nem sei se é humano) fazer isso?! O que passa na cabeça dessas criaturas?
È lamentável tudo isso!!!

Olha, amigo...
parece que as pessoas não tem disconfiômetro. Saem jogando lixo e tudo quanto é lugar. Eu e mais três colegas da faculdade, estamos num projeto de urbanização que tá mexendo demais com a gente. A prefeitura dq de porto seguro tem jogado os lixos recolhidos em uma reserva ambiental, da pra acreditar nisso?! Numa mata virgem, já fizemos tantas coisas pra ver se muda e ainda nem tivemos uma resposta convicente... mas a luta continua!!

São essas pessoas que nos entristece, que transformam o país nesse caos!! Mas não podemos fechar os olhos, mesmo que pareça em vão, temos que lutar até o fim!!!

Pultz!!! Falei demais... quase um post!!!!

Brisa disse...

Onde essa sociedade vai parar?!
Educação vem de berço, mas aos poucos nós vamos moldando no nosso cotidiano. Como moldar uma educação sendo que esses vandalos destroem tudo, ou pessoas inconsequentes sujam as ruas? Fazer a nossa parte ajuda muito, mas o ideal seria a grande maioria fazer tudo isso!
Triste, muito tiste tudo isso!
Beijos

Amigao disse...

Oi amigão
É lamentável né?Outro dia ouvi uma conversa no boteco no bairro:
"a gente zuava muito aquele colegio ali. Quebrava tudo, sacaneava os professores...etc"

Daí vc olha pro sujeito e entende pq ele não é nada na vida hoje.

* O Cantinho da Lia * disse...

É...tenho de concordar com vc...
A educação começa desde que a criança nasce, e não somente nas escolas...
Filhos de pais relapsos e ausentes é que ficam assim...
Tem pais que nem em reunião de pais vai...deixa o filho a Deus dará...
Ai depois o filho vira um delinquente, um viciado, e ele nem sabe pq...

beijinhos,

Dani Vidal disse...

Excelente texto!

Eu concordo plenamente. Eu trabalho voluntariamente como Relações Publicas em uma ONG que atende a crianças carentes.
Você pode oferecer um espaço maravilhoso, limpo, cercado de oportunidades. Mas como ela vai absorver se em casa os pais ensinam que comer um doce e jogar o papel no chão não tem problema... já que todo mundo faz mesmo?!
Como fazer essa criança entender que bater nos colegas não é legal se em casa ela apanha como uma mala velha e desconta a raiva em outras crianças que são mais fracas?
Educação doméstica é a chave pra muitas portas.. não apenas a educação nas escolas, a estrutura que o governo pode - mas não oferece.

Colocar a culpa no outro já é algo inerente. Começa com o simples: - Não fui eu!! Foi meu irmão!!!
=D

Sabrina Mix disse...

Pois é. Realmente as pessoas só pensam em si. Um exemplo: lá no meu trabalho, o microondas que o pessoal usa (mais para esquentar o almoço) quebrou. Começaram a recolher o dinheiro para comprar um novo e teve gente que se negou a ajudar (com R$ 5, diga-se de passagem) porque não almoça lá, logo, não usa o microondas. Falta de companheirismo total. Aí uma alma inteligente relembrou que os salgadinhos que encomendamos para as festas são esquentados no microondas na hora de servir, e disse que essas pessoas então vão comer salgado frio. Teve gente que engoliu em seco. Não quis ajudar, não pensou no próximo, e de repente descobriu que ele mesmo era o próximo. Complicado, né?!

Beijos e sucesso!!!