quinta-feira, 27 de novembro de 2008

(Des)Educação

Depois de um breve sumiço devido à causas maiores (diga-se de passagem, conexão), cá estou novamente. E mantenho minha semana crítica.

Foi aprovado um projeto que cria cotas de 50% de vagas para alunos do ensino público em universidades federais.

Desculpem, mas é um projeto ridículo, que, como afirmou a revista IstoÉ, é uma punição ao mérito e à competência. É uma solução preguiçosa e fraca para as autoridades fingirem que estão preocupados com a questão da educação.

Justifico por que acredito nisso.

Imagine a seguinte situação. Você está construindo uma casa. Você encontrou um terreno, mas não construiu uma boa base e ergueu sua casinha em cima da areia mesmo, sem as devidas ações para dar segurança ao alicerce do seu futuro lar. Você sabe o que acontecerá depois que sua casa estiver construída? Irá desabar, pois a base é fraca, não aguenta a construção. Simples e óbvio assim.

E é isso o que estão fazendo com o ensino público. Ao invés de elaborarem mudanças eficientes no ensino básico e fundamental, que efetivamente melhorariam a qualidade do ensino, preferem o mais fácil, apenas abrir vagas para esses estudantes.

E quem teve um bom ensino básico será punido, pois perde vagas nas melhores universidades. Uma decisão imbecil das "autoridades". A mudança tem que começar na base. O problema são as séries iniciais. É inadmissível um garoto de 10 anos não saber escrever o próprio nome, não saber quem descobriu o Brasil ou quanto é 5+6. E sabe o que é pior? É que mesmo sem saber nada disso, ele será promovido à série seguinte e assim irá até sair da escola.

Agora, voltemos a imaginar uma situação. Imagine que esse estudante, que não sabe quanto é 5+6, entrará na faculdade de engenharia... Ou aquele que não sabe escrever o próprio nome ingressará na faculdade de jornalismo. E esse aluno que não sabe nem quem é Isaac Newton, irá passar na faculdade de direito. Ah, imagine que um desses decida entrar na faculdade de medicina...

Legal né?? Parabéns senhores políticos!

2 comentários:

Su disse...

E a cada dia que passa eu venho me entristecendo com situações gritantes e lamentáveis como essa!! Onde nós vamos parar?! Será mesmo que é educação para todos?!!!!
Beeeeeeeijooos...........

Du disse...

CONCORDO PLENAMENTE COM VOCÊ!