quinta-feira, 6 de novembro de 2008

A volta dos que não foram

Finalmente "A Fantástica Fábrica de Craques" vai se transformar em um livro. São 96 páginas explicando a origem do talento do jogador de futebol brasileiro. Depois de meses de pesquisas, tantas horas mal-dormidas, hoje o resultado se materializará. Ainda estou procurando um meio de disponibilizar todo o conteúdo online e, claro, se eu conseguir, avisarei aqui.

Agora que o TCC me devolveu ao mundo, posso postar coisas mais decentes, mais elaboradas... E nesse post de retorno, quero abordar um tema bastante comentado no mundo todo, a eleição presidencial nos Estados Unidos. Por quê que teve toda essa repercussão? E por que a preferência mundial por Barack Obama? A resposta é uma só: Bush.

Ele conseguiu, em oito anos de governo, colocar os Estados Unidos em uma das piores crises político-econômica da história. A crise econômica está aí, nas páginas de todos os jornais, nas manchetes de todos os programas jornalisticos de rádio e TV. Especialiastas afirmam que esse crise é pior até que a crise de 1929, que arrebatou o mundo todo.

A crise política foi causada com alguém com nome parecido ao daquele que é visto como o "salvador da pátria": Osama Bin Laden. Mais do que derrubar duas torres e matar mais de 3000 pessoas, a ofensiva terrorista abalou fortemente a credibilidade dos EUA perante o mundo como uma grande potência. A partir de então, um espetáculo de horrores e erros de George Bush.

A começar que Osama Bin Laden continua foragido. Quase sete anos depois do atentado e ele continua foragido.

Segundo: a guerra maquiada no Iraque. Explicada como se fosse uma missão de desarmamento, a ofensiva foi diversas vezes desmentida, já que não foram encontradas as tão temidas "armas de destruição em massa" no Iraque. Saddam Hussein foi capturado morto, e a ação se tornou um símbolo da libertação do Iraque. Mais maquiagem. O país afundou na guerra civil e o número de mortes é surpreendente: estima-se que mais de 500 mil civis foram mortos desde 2003 até o final de 2007, e mais de 4000 soldados americanos morreram em batalha. Mais detalhes das trapalhadas sobre a invasão americana ao Iraque você encontra no ótimo livro "Cadeia de Comando", de Seymour Hersh. Vale a pena cada página desse livrão (se você não gosta de ler, esquece, por que o livro é grande mesmo... Mas, como falei, vale demais a leitura!)

Negociar nunca foi o forte de Bush, que ainda viu crescer na América do Sul os protestos de uma nova forte liderança, o presidente venezuelano Hugo Cháves.

Não bastasse isso, Tony Blair, "braço-direito" do presidente na Guerra do Iraque, deixou o cargo de primeiro-ministro britânico.

Barack Obama surge como uma esperança não só de norte-americanos, mas de todo o planeta, para que os erros da gestão Bush sejam corrigidos.

Para isso, Obama conta nada menos do que o apoio em massa das lideranças mundiais. Agora, ele é o "cara" do momento. A população deu a chance para Obama, junto de nós, mudar o mundo, e ele tem 4 anos para provar que "yes, we can" (sim, nós podemos).

8 comentários:

Brisa disse...

Que venham as mudanças, meu caro!!
Que bom que vc está de volta!
Beijoos

Maldita Futebol Clube disse...

Cara, parabéns pelo livro, do qual na certa quero um exemplar! me diga com o faço o depósito e lhe dou as dicas de envio. Qt ao bush, lamento sua conduta mas não sei se o Obama será a solução. apenas o fato de um negro assumir o poder de uma nação como a americana, é algo de inestimável valor. Mas, lembra nostradamus, dizendo nas suas profecias que um bnegro conduziria uma grande nação a uma derrocada, sei lá, recebi esse mail, nem sabia disso mas o cara acertou sinistramente algumas coisas!rs espero que esteja redondamente enganado dessa vez!Abraços, e bem vindo de volta!

Su disse...

Como é que é??!!!
Vc volta e nem me avisa?!!
Ai, ai, ai... viu?!!
kkkkkkkkkkkk

Então,
o que eu posso dizer??
Parabéns pelo livro, viu?!!
E estou re-lendo, viu?!
Agora com mais calma, tá Machado!!?
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Beijos e sucesso, meu queridoo

Fala, Garoto! disse...

Fala, garoto! Livrei, também, do TCC - ufaaaa, estamos livres!
Estava escrevendo um livro, mas o interrompi em virtude dos estudos.
Sobre o Obama, a repercussão deu-se por ele ser negro, na minha opinião. A sociedade racista em que vivemos nunca imaginaria um líder assim. Independente a isso, que ele faça o melhor - prova disso está nas urnas. Abs ;-)

Du disse...

E o TCC te libertou, é? Aff, já não era sem tempo! Você faz falta, meu filho!

E viva o Osama, ops, OBAMA!!!

O negócio é esperar. Eu particularmente, estava torcendo por ele, talvez por ser negro ou por ser jovem, ainda não sei. Acho que acima de tudo ele tem carisma! Espero que faça bom uso dos poderes a ele concedidos e não seja outro Bush a fazer merda! =/

E viva nóis, hoje é sextaaaaaaaa!!! \o/\o/\o/

Pâm SãoPauliNa-RP disse...

Parabéns pelo Blog!
Show de Bola!

BjOO*

Arthur fontgaland disse...

o deus dinheiro..
o deus poder
o deus [posso interferir no mundo]
o deus dos recursos humanos
dos recursos naturais
o deus que agora será desmitificado e terá um sucessor com caráter reparador!
ótimo blog!

Rodrigo Yoshizumi disse...

o Bush dispensa comentários! hahah!

sinceramente, estou para ver político pior do que ele... (ainda acho que isso vai do sobrenome, mas... hehe)

Ancioso para ler o seu livro!!!

abraçoo!