quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Fim de ano

2008 está chegando ao fim. É época de tempos mais tranquilos, mais sorrisos, mais gentilezas... As pessoas ficam mais animadas, mais generosas... É uam época muito gostosa, muito especial. Só não entendo pro que esse espírito dura tão pouco. Se é algo que nos faz bem, nos faz sentirmos melhor, por que as atitudes mudam antes e depois de dezembro?

Bom, nesse ano você conseguiu realizar todos os seus planos? Conseguiu alcançar suas metas? Não? Por quê? Pare, pense e reflita. Você tem aproveitado bem seu tempo? Você tem dado risadas, descansado, aproveitado o tempo com a família ou com pessoas que você gosta de estar?

Não deixe a vida passar e você não aproveitar o que ela te oferece de bom. A vida é um caminho de mão única, o que passou não volta mais. Então, não espere você chegar aos 60 anos para parar, olhar para trás e perceber o tanto de coisas que você deixou de aproveitar.

Assista os filmes que você gosta. Arranje um tempo para ir ao teatro, ao cinema, ao parque, ao estádio, ao clube... Reserve um tempo para você ler livros e revistas que você acha interessante. Combine para sair com os amigos para ir dançar, dar uma volta pela cidade, praticar esportes, fazer um lanchinho... Seja lá o que você gosta de fazer, faça! Já temos muitas obrigações e preocupações, não deixe a balança desequilibrada. Sorria. "Desestresse".

2008 já está acabando. Vai deixar mais um ano passar à toa?

E não se esqueça: há pessoas que precisam de ajuda. Muitas vezes, precisam de muito menos do que você imagina. Há algum tempo postei aqui pedindo para que você faça algo de bom por alguma pessoa. Não é um pedido temporário. É um "pedido fixo". Ajudar ao outro não é presente de Natal, tem que ser uma rotina. Experimente fazer isso. Você não vai se arrepender!

Obs: Essa semana (eu acho que) teremos pérolas, depois de mais um atraso...

3 comentários:

Su disse...

É amigo, vc disse tuudo, viu?!

Acho que eu nunca gostei de natal por isso. Tudo isso soa meio que hipócrita pra mim, tudo bem que existem pessoas honestas e talz. E como sei! Mas a maioria em si, só vivem o dia de Natal mesmo, e isso me machuca. Temos que ser honestos e verdadeiros seempre, sentimentos como amor e amizade deveriam ser imortalizados...

Quantos planos sonhos eu fiz, eu posso dizer que a cada dia que passa eu vivo intensamente, sabe?! Se eu errei volto e conserto, se não deu certo, volto e continuo novamente. O importante é fazer o que gosta e claro, nunca esquecer do amor ao próximo...

Amigo, vc é o máximo!!!

Beijooos e bom dia

Du disse...

Também não gosto dessa época do ano, odeio entrar nas lojas e caminhar no centro da cidade, parece que todo mundo fica doido e só pensa em consumir =/

Que saco!

Mas teu post tá muito bom e seria maravilhoso se mais pessoas pensassem dessa forma!

Beijoooooooooooo!!!

Breiller disse...

Pô, cara, não curto final de ano justamente por ser a época em que a gente pára pra refletir. Essas auto-análises, pelo menos pra mim, não são nada positivas. Haha!

Mas quanto à questão de ajudar, isso você tem razão. Tem de ser algo fixo mesmo, e não temporário, como o povo costuma fazer em época de Natal. E ajudar não só no sentido de fazer caridade, mas na força de vontade de contribuir sempre, desde as pequenas atitudes, para um mundo melhor, né?

Abração.